Fusca

Fusca

domingo, 23 de janeiro de 2011

COFRE ANTONINHO

Nos diversos países que tiveram o privilégio de comercializar o fusca com maior intensidade (exemplo de Brasil e EUA),  desenvolveram-se, localmente, indústrias para o fornecimento de peças e acessórios para o besouro.  
Naturalmente, nas concessionárias autorizadas continuavam sendo oferecidos, também, partes, peças e acessórios originais produzidos e importados da terra-mãe do fusca, a Alemanha.
Apesar das peculiaridades de cada país, percebe-se poucas diferenças entre os acessórios oferecidos, por exemplo, na Alemanha, nos EUA, na Dinamarca, Áustria, Suécia, Austrália, Espanha e Brasil. Uma polaina de proteção de pára-lamas, uma luz de ré, um farol de milha, um bagageiro, um galão extra de combustível, um rádio, um sobre-aro, eram oferecidos em todos os países com poucas dessemelhanças. As diferenças situavam-se no âmbito da qualidade da peça, em seu design, no tipo de material empregado, etc.
Obviamente que, a despeito da produção nacional, aqui no Brasil disponibilizava-se praticamente todos os acessórios oferecidos lá fora. Compressor Judson, kit de dupla carburação da Okrasa, luz de ré e faróis de milha da Bosch e Hella, caixa de ferramentas da Hazet também podiam ser aqui adquiridos e instalados.
Todavia, um dos acessórios mais raros e inusitados produzidos exclusivamente para o fusca foi o cofre de porta luvas, desenvolvido pela empresa Antoninho, sediada em São Paulo, nos idos dos anos 60.
Desconhece-se que, no mundo, tenha se produzido acessório semelhante.
Trata-se de peça genuinamente nacional fabricada para o carro mais popular de todos os tempos.
Pesquise nos catálogos de acessórios de época nos EUA e Alemanha. Você não verá nada igual.
É até possível discutir sua utilidade, mesmo nos anos 60, onde os índices de violência eram menores, mas, sem qualquer dúvida, é indiscutível sua exclusividade, fruto da inata criatividade do povo brasileiro. Abaixo anúncio de página inteira de março de 1966:
O cofre Antoninho era produzido em aço, como qualquer outro cofre. Possuia segredo e substituía todo o compartimento original do interior do porta luvas. A tampa fechava normalmente, porém, quando aberta: surpresa! o cofre aparecia!
Não se podia esquecer do segredo e, tampouco, ter pressa, uma vez que, como qualquer cofre, abri-lo exige certa perícia e paciência.
Na parte interna, além de você guardar, de forma segura, suas jóias e outros valores (pasmem!), como sugeria os anúncios da época, havia um botão que desligava a corrente elétrica do carro. Este corta-corrente tinha, sim, sua serventia.

 
O cofre Antoninho servia apenas nos porta-luvas dos fusca produzidos a partir de agosto de 1957. Ele não se encaixa no compartimento do porta-luvas dos fuscais ovais.
 
Hoje em dia sabe-se da existência do cofre em decorrência da campanha publicitária veiculada na época pela Revista Quatro Rodas. Porém, para quem não o conhece, o cofre passaria tranquilamente despercebido pela absoluta maioria dos aficcionados do fusca, pois, quando não instalado no carro, aparenta ser um cofre comum. Certamente por isso, a maioria desses cofres se perdeu ao longo do tempo, muito pelo fato das pessoas desconhecerem sua peculiar utilidade.


O cofre Antoninho apareceu na Revista Hot VWs, na edição de julho de 2009, na coluna Rarest of the Rare (o raro dos raros em termos de acessórios de fusca no mundo):

Comenta-se que Antoninho, dono da empresa na época, chamou um publicitário, o qual não me recordo do nome, para mostrar seu produto e fazer a campanha publicitária do dito cofre.
O publicitário, após ser apresentado ao protagonista da campanha (o cofre!), foi surpreendido (de novo!) com a proposta de pagamento de seus honorários. Antoninho só pagaria o propagandista após o início da campanha na medida do incremento nas vendas do cofre. Não sei se o tal publicitário recebeu seus honorários, mas o Sr. Antoninho, ao associar seu produto (cofre) a outro de renome mundial (fusca), nos deixou várias lições: empreendedorismo, ousadia, criatividade, e - o mais importante - nos presenteou com  um dos acessórios de fusca mais raros do mundo!

7 comentários:

  1. Realmente suas matérias são do "fundo do baú", adoro o seu blog. Confira as fotos do Dia do Fusca na fábrica da VW em SBC-SP no último Domingo. Grande abraço! http://meufusca1972.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Valeu amigo por confirir nosso DNF!
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. tenho um cofre deste original, onde consigo saber o real valor dele desde ja agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Mosca Ramos, mande-me mensagem para email opasgarage@hotmail.com Conversamos sobre seu cofre. Grato.

      Excluir
  4. olá Mosca Ramos, mande-me um email para opasgarage@hotmail.com que conversamos.

    ResponderExcluir
  5. Tenho um cofre igual ao da foto, na família desde os anos 70. Com o segredo. Qto oferecem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Marcelo, sobre uma oferta para aquisição do cofre, por favor mande uma mensagem para opasgarage@hotmail.com Grato.

      Excluir