Fusca

Fusca

quinta-feira, 21 de julho de 2011

PAINEL RALLYE MOTOMETER

  Um dos acessórios mais raros da era do fusca oval foi, indubitavelmente, o painel rallye feito pela alemã Motometer, especializada na fabricação de instrumentos de precisão. A empresa Motometer foi fundada no início do século vinte (1925/1926) em Stuttgart, Deutschland (Alemanha). Chegou a ter quatro parques fabris e mais de 1000 funcionários. Em 1991 foi incorporada pela Bosch e dominou o mercado de instrumentos para veículos na Alemanha. Infelizmente, em 1995, a Motometer fechou suas portas.
 
O painel da Motometer (pronuncia-se mótomítãr em inglês e mótomêta em alemão) substituía a grade do painel do fusca oval com a adição de 3 instrumentos: 1) um marcador de combustível; 2) um relógio de horas elétrico e 3) um medidor da temperatura do óleo.
 

Folder da Motometer.
 
O panfleto acima, com texto em inglês, foi direcionado para o mercado americano. Por isso, o marcador de combustível possuia as inscrições Full (cheio, em inglês) no lugar do Voll (cheio, em alemão) a inscrição Fuel no lugar de Tank. A temperatura do óleo, por sua vez, era em Fahreheit (F) no lugar do tradicional Celsius (C) e a palavra Oel (óleo em alemão) era substituída por Oil (óleo, em inglês). No mais, eram os mesmos instrumentos oferecidos na Alemanha.

Anúncio da Motometer de 1955.

Outro anúncio de 1955.


Anúncio de junho de 1957.

 Detalhe do medidor da temperatura do óleo. Perceba que o fundo do marcador combina com o fundo do velocímetro original do fusca. Ou seja, trata-se de acessório feito exclusivamente para o besouro. Diâmetro de 52mm.
 
 Detalhe do marcador de combustível. Atente para a inscrição Motometer, presente em todos os instrumentos. Também possui diâmetro de 52mm.
 
Relógio elétrico, com diâmetro de 60mm. Em todos os painéis da Motometer o diâmetro central é maior (60mm no meio e 52mm nas extremidades). Isso o diferencia de um painel semelhante feito pela VDO que tinha todos os três compartimentos com 52mm de diâmetro.
 
 Existiam algumas variações nos instrumentos. Acima, visualiza-se dois painéis da Motometer: um com o tradicional relógio na parte central e o outro com o amperímetro no lugar do relógio de horas (photo by VW-BlueHats).
 
 Outra opção oferecida pela Motometer era substituir o relógio de horas por um termômetro, que media tanto a temperatura no interior (innen) do veículo quanto a temperatura externa (aussen). O anúncio acima é de 1955.
 
O único detalhe desse termômetro é que ele não combina com o velocímetro do fusca, tampouco com o par de instrumentos que o ladeia. Porém, o termômetro acima é muito, muito raro.
 
Acima, o painel da Motometer instalado num fusca conversível com direção no lado direito.

O fundo do painel era pintado na cor bege, para combinar com a cor dos botões e volante do fusca.

O painel da Motometer na penumbra, com a luz acesa (photo by VW-BlueHats).

Perdas e ganhos são inevitáveis. Para instalação do painel da Motometer há necessidade de adaptações no painel original.
 
A furação do painel é necessária para a colocação dos instrumentos adicionais.
 
Aí está, pronto para ser instalado.


O painel da Motometer acima é do Sorveiteiro, de São Paulo. Comprou recentemente de uma antiga loja de peças. Possui o relógio de horas. Está a procura dos outros dois reloginhos.
 
O painel da Motometer tinha 6 (seis) aletas na parte de trás, igual à grade original, visando aproveitar a mesma furação para sua fixação.
 
Catálogo oficial da VW oferecendo o painel da Motometer.

Outro catálogo de época onde o painel da Motometer é oferecido.

Catálogo dos anos 50 com o painel Motometer.

Para os fuscas fabricados a partir de agosto de 1957 (vigia quadrado), a Motometer desenvolveu um painel rallye específico para essa geração do besouro.

Era constituído por dois instrumentos: 1) medidor da temperatura do óleo e 2) amperímetro.

Como o fusca, a partir de 1961, passou a contar com marcador de combustível de fábrica, o painel rallye passou a ser fabricado sem esse instrumento.

A grande vantagem desse painel é que ele fica instalado no buraco do rádio, dispensando-se, assim, qualquer furação no painel.
 
Detalhe do medidor da temperatura do óleo.

Detalhe do amperímetro.

Manual de instalação do painel.
 
Os dois modelos do painel rallye, lado a lado. Observe as diferenças no tamanho entre os dois painéis. Esse painel, dada sua exclusividade, estaria, sem nenhum esforço, entre os top ten de acessórios do fusca. É difícil de achar e extremamente caro.

4 comentários:

  1. Jovem showwww de bola, muito 10 seu blog, muito 10, sempre aprendemos novidades com seu blog, tem acessorios q nunca tinha visto nem em sonho, heheheheheeeee

    Abraço Chrys

    ResponderExcluir
  2. Oi Chrys, obrigado por acompanhar o blog. O objetivo é esse mesmo: mostrar o quão rico e curioso é esse mundo de acessórios pro fusca. Pouco valorizado aqui no Brasil, mas muito valorizado lá fora. O pior é que a maioria desses brinquedos vieram para o Brasil, mediante importação oficial. Tenho anúncios de vendedores de acessórios dos anos 60 que anunciavam relogios da motometer, VDO, compressores judson, etc. Qdo. vier a Curitiba me visite, tenho pouca coisa aqui comigo, mas o que tenho é legítimo e são lembranças vivias daquela época. Ôpa.

    ResponderExcluir
  3. Opa com prazer ai ja mato 2 coisas indo pra Curitiba, visito vc e o General o qual já estou devendo uma visita pra ele, agora com vc estou devendo 2 visitas em Curitiba.


    Abraço Chrys

    ResponderExcluir
  4. Lindas imagens!!! Excelente blog!!!
    Parabéns!!!
    Cleiton
    fuscaclubeaurea.blogspot.com

    ResponderExcluir