Fusca

Fusca

domingo, 28 de agosto de 2011

FARÓIS 1950-1959

Os Fuscas alemães (1950-1959) usavam faróis da marca Bosch ou Hella. Eram faróis simétricos com lâmpadas, 6v. As empresas Bosch e Hella eram fornecedores oficiais de faróis para a Volkswagen durante os anos 50.

O manual de proprietário do Fusca recomendava a regulagem periódica da altura dos faróis.

Para tanto, coloca-se o Fusca em posição plana, a cinco metros de distância de uma parede. Em seguida, desenha-se duas cruzes, de acordo com as medidas da imagem acima. Liga-se os faróis e verifica-se a incidência dos cones luminosos sobre as cruzes. Qualquer desvio na altura ou lateralmente será corrigida pelos parafusos nos aros dos faróis.

Imaginando que o farol seja um relógio, nos Bosch (modelo acima) os parafusos de regulagem, que ficam nos aros, marcam 9h. Nos faróis Bosch: 1) para regular a altura, vira-se o parafuso superior para a direita para o facho descer; para o facho subir, vira-se o parafuso para a esquerda; 2) para regular o facho lateralmente, vira-se o parafuso lateral para a direita para o facho deslocar-se para a esquerda; para o facho deslocar-se para a direita, vira-se o parafuso para a esquerda.

Com o mesmo raciocínio de um relógio, os faróis Hella (modelo acima) marcam 8h20min (ou 7h25min, a depender de como se interpreta a posição dos ponteiros no aro). Para regular os faróis Hella: 1) para regular a altura: vira-se o parafuso da esquerda para a direita - o facho sobe; vira-se o parafuso da esquerda para a esquerda - o facho desce; 2) para regular facho lateral: vira-se o parafuso da direita para a direita - o facho desloca-se para a direita; vira-se o parafuso da direita para a esquerda - o facho desloca-se para a esquerda.

Até agosto de 1950, as lentes dos faróis eram do tipo gota, tanto a Bosch, quanto a Hella.  Observe o centro da lente: ela possui raiados em forma de uma gota, daí a origem do nome. São simétricos porque possuem o mesmo desenho nas estrias das lentes, propagando a luz uniformemente. A partir de agosto de 1959, as lentes gotas não mais foram utilizadas. A partir de então, utilizou-se o farol sealed beam com lente lisa ou farol com lentes assimétricas, da marca Arteb/Hella ou Cibiê. Os aros dos faróis nacionais tinham parafusos de regulagem também diferentes (7h10min). Esses faróis, no Brasil, são conhecidos como olho de boi (nome popular mais comum) ou olho de sapo, a depender da região e foram utilizados nos Fuscas até o outubro de 1972. 

Tanto os faróis Bosch quanto os Hella vinham de fábrica como os respectivos logos no bojo interno, além do logo da VW e a numeração da peça (111.941.021 A). 

 Acima, o soquete original do farol Bosch, onde a lâmpada é fixada.

Alguns faróis (não todos) vinham com a inscrição Bosch no aro do farol. A lente também tinha o logo VW.

Também na parte interna dos aros do farol havia a identificação do fabricante. Acima, aro do farol da Kombi (part number 211.941.111 F)

Além do logo VW, a lente identificava o fabricante: Bosch ou Hella (acima um farol Bosch).

A partir de abril de 1955, para os Fuscas destinados exclusivamente ao mercado norte-americano, os faróis passaram a ser, obrigatoriamente, do tipo sealed beam (selado, sem possibilidade de troca de lâmpadas). Era uma exigência da legislação de trânsito dos EUA. Todavia, para os Fuscas destinados aos demais países, inclusive ao Brasil, a regra geral era que o veículo viesse com faróis simétricos com lâmpada. O sealed beam, para os demais países, era item opcional.

Como prova de que os Fuscas alemães  destinados ao Brasil a partir de 1955 poderiam vir com farol sealed beam, posto, acima, certificado emitido pela VW Museum de um Fusca 1959 para cá destinado.

Detalhe do certificado onde aparece como extra (opcional) o farol sealed-beam.

No farol sealed beam a lente é lisa, com a adição da luz de estacionamento (lâmpada na base central interna). Os sealed beam eram da marca alemã Hella.

Enquanto no farol tradicional era possível trocar a lâmpada, o farol sealed beam exigia a troca de todo o conjunto ótico. Os faróis selados proporcionavam maior luminosidade, portanto, eram melhores que os faróis com lâmpadas. Todavia, para quem prima pela originalidade em seus carros, deve-se ficar atento quanto ao uso correto dos faróis, a depender do ano de fabricação do Fusca.

Os faróis possuiam duas borrachas (guarnições): uma entre a lente e o aro e outra, que ficava na lataria do veículo (foto acima).

Vista explodida de um farol olho de boi. As borrachas que mencionei são as de número 32 e 60.

Resumindo: Fuscas de 1950 a março de 1955: faróis Bosch ou Hella, simétricos, com lâmpadas; 2) Fuscas de abril de 1955 a 1959 1a. série: se destinado ao mercado americano: obrigatoriamente sealed beam, da marca Hella; se destinado aos demais países: simétricos com lâmpada da marca Bosch ou Hella ou, opcionalmente, com sealed beam..

Outra dica: se for montar um farol, não misture aros da Hella com lentes da Bosch ou vice-versa. Lentes Bosch exigem aros da Bosch. Lentes Hella exigem aros da Hella. Lembre-se, como os aros são identificados pela posição dos parafusos (7h25min para Hella e 9h para Bosch), qualquer mistura será visível aos olhos dos mais detalhistas.

8 comentários:

  1. Olá amigo.. tenho um par de lentes simetricas Arteb-Hella. Me parece que elas são dos fuscas até 1959...

    ResponderExcluir
  2. Nao, se quiser me manda seu e-mail que te mando fotos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, meu email é opasgarage@hotmail.com Grato.

      Excluir
    2. oi, recebi. interessante, não conhecia essa lente.

      Excluir
    3. Acredito que seja do 56 a 59... Você veja como que tem muita coisa ainda pra aparecer no mundo VW! :)

      Excluir
    4. sim, é possivel. Os fuscas CKD começaram, pouco a pouco, a ganhar componentes nacionais. Se não fosse o logo VW eu diria que seria mercado de reposição. Mas com o logo VW na lente, é de se admitir que, além da Bosch e Hella alemãs, tbem a Arteb Hella forneceu faróis nesse período (no padrão Hella)

      Excluir