Fusca

Fusca

terça-feira, 16 de agosto de 2011

MORCEGO !


1952. Meia noite. Todos dormem. Não há vivalma na rua. Alguns morcegos trissavam ao longe. Contudo, aguçando os ouvidos, escutava-se outro tipo de ruído. Intermitente. Vinha de uma pequena garagem. Lá dentro, um revelho torno funcionava a todo vapor. No comando, um jovem ferramenteiro, insatisfeito com as fechaduras de aço que eram então produzidas. Mesmo após um dia inteiro de trabalho, não descansava. Não desistiria, mesmo à custa de grande sacrifício pessoal. De dia, trabalhava numa fábrica de móveis de aço. Após o expediente, começava outro turno de trabalho. O seu turno, o seu projeto pessoal, o seu sonho. Achava que podia fazer melhor. E fez! Feliz a humanidade, cujos sonhos e esperanças se renovam a cada nova geração.

Logotipo da empresa paulista Morcego.

Esse é um breve relato do nascedouro de uma conceituada empresa:  Atelier Mecânico Morcego Ltda, de Guarulhos (SP), fabricante de fechaduras e chaves para a indústria automobilística. O nome "atelier" é uma referência à qualidade dos produtos feitos por dedicados artesãos. Já "morcego", por óbvio, surgiu pelo fato de o empreendimento funcionar durante à noite, inclusive madrugada adentro. Com o surgimento da indústria automobilística nacional, no final dos anos 50, a Morcego começou a fabricar chaves e fechaduras para o mercado de reposição. Tempos depois, passou a fornecer, oficialmente, o conjunto completo de chaves e fechaduras para a Rural Willys. A empresa existe até os dias atuais (http://www.amm.com.br/), fornecendo seus produtos para a GM, Ford, Honda e fábrica de tratores. E para o Fusca, nada? Claro que sim, senão não estaríamos aqui falando da empresa.

A Morcego desenvolveu um acessório único para o besouro. A trava externa do capô dianteiro. O objetivo era melhorar a segurança do fusquinha. A Morcego vendia o kit com o emblema Paulistarum Terra Mater, usado nos Fuscas nacionais de 1959 2ª série até 1965. A fechadura ficava no centro do emblema.

A chave original da trava reconhecia o fabricante: Morcego.

Do outro lado da chave, o logotipo da empresa: o grande M (the big M).

Na parte de trás, o sistema de travamento interno.

Acima, o acessório da Morcego na Edição Rarest of the Rare, de julho de 2008, da revista americana Hot VWs. Está no lugar certo e bem acompanhado!

Além da tranca do capô, a Morcego fabricou para o Fusca as chaves para o porta-luvas, outro acessório de época.


Volante "asa de morcego".

Além da empresa Morcego, fabricante do inusitado acessório, existem outros nomes de partes e acessórios de Fusca que ganharam o apelido "morcego". Um deles foi o volante utilizado pelos Fuscas modelo exportação (type 113), fabricados entre 1950 e 1955 1ª série, que ficou conhecido como "asa de morcego", em função do seu formato (asa aberta de morcego).

A caixa coletora de água da tampa do motor do Fusca (tampa com as aletas de refrigeração) também é conhecida como morcego ou morcegão.

A bandeja do cabeçote do chassi (ou chapa inferior do suporte do eixo dianteiro) é outra peça do Fusca alcunhada de asa de morcego.

Apesar de ser mais conhecida como "borboleta", o reforço da saia traseira do Fusca também é apelidada, em algumas regiões, de morcego ou asa de morcego.

Por fim, outro morcego: BATFINO. Os quarentões que frequentam este blog certamente lembram dele: era um desenho animado criado nos Estados Unidos no final dos anos 60 e que foi transmitido aqui no Brasil nos anos 70.

Era um morcego que possuia asas de aço. Usava sempre o mesmo bordão cada vez que era metralhado por bandidos: "Suas balas não me atingem, minhas asas são como uma couraça de aço".

KARATÊ era seu fiel escudeiro, um japonês enorme, com sotaque, meio atrapalhado e bonachão.

 
Mas o que BATFINO tem a ver com o Fusca? Em verdade, BATFINO tinha um carro, conhecido como BATILLAC (parodiando o carro americano da marca Cadillac).

Que carro era esse? Isso mesmo: um Fusca, todo equipado, com enorme rabo de morcego e outras parafernalhas, dignos de um super herói. 

Karatê era o motorista oficial do besouro.

Para quem não conhece, acesse o vídeo acima. É uma volta ao passado. E da próxima vez que você vir um morcego .... lembre-se do Fusca!

Um comentário:

  1. Fantástico achado, tanto dos acessórios (como sempre) quanto dessa série do Batfino. Tive o privilégio de assistir, quando era moleque. Não perdia uma.

    ResponderExcluir