Fusca

Fusca

domingo, 21 de agosto de 2011

TOCA-DISCOS, VITROLA, PARA O FUSCA!

Nos anos 60, possuir uma vitrola dentro do carro para tocar seus LPs preferidos era algo para poucas pessoas. O toca fitas de cartucho e K7 surgiriam anos depois. Hoje, uma vitrola, principalmente dentro do carro, é algo inusitado, pois não se ouve mais músicas em discos de vinil ou fitas cassete. Estamos na era da música digital, do MP3, MP4, bluetooth. É justamente por isso que estamos aqui, mais uma vez, para falar dessa verdadeira raridade.

 Acima, anúncio de dezembro de 1967, do toca-discos feito pela empresa brasileira BURMAT INDÚSTRIA ELETRÔNICA LTDA. Funcionava em 6 ou 12v. Totalmente transistorizado. Os discos (ou LP de long play) tinham de funcionar em 33 rpm (compactos). 

 O Burmat era uma cópia fiel do toca-discos feito pela holandesa Philips, modelo Auto Mignon, AG 2101.

O Auto Mignon da Philips era feito em diversas cores para combinar com o carro, sendo a mais comum o cinza. 

O modelo da Philips vinha com manual de instalação e termo de garantia. 

Apesar do tamanho, era um aparelho pesado. 

Vista da lateral da vitrolinha. 

 O toca discos vinha com a fiação e suportes necessários para instalar no carro. Precisa ser instalado embaixo do painel. Era necessário possuir um rádio para que o toca-dicos funcionasse, pois a vitrola não tinha sistema próprio de alto-falante.  

Parte de trás do toca-discos, com adesivo para instruções básicas.

Etiqueta do toca-discos Auto Mignon.

Cartão de Garantia da Philips.

O cartão de garantia denuncia o ano de fabricação: 1966. O mês? Maio.

O manual de instalação.

Anúncio de 1960.

Anúncio de abril de 1960.

Você precisa ter discos especificos para colocar na vitrola, menores, e de 45 rpm, conhecidos como "compacto".

Diferentemente do Brumat, que usava discos de 33 rpm, o Philips exigia LPs de 45 rpm.

O Auto Mignon, da Philips, instalado num carro. O botão da esquerda servia para ejetar o disco.

Instalado em outro carro. Também anos 60.

 Acima, vitrola da marca NORELCO, made in Germany.

Idêntica à Philips. Nem podia ser diferente, pois a NORELCO era a marca da PHILIPS para o mercado americano. A Philips foi proibida de usar sua marca no mercado americano, para não ser confundida com a PHILCO, haja vista a similitude dos nomes. Por isso, passou a vender seus produtos nos EUA com a marca NORELCO, que era um acrônimo de "North American Philips [electrical] Company"

Era um acessório bastante desejado na época. John Lennon e George Harrison, do grupo The Beatles, tinham o toca-discos em seus carros. Acima George, seu Jaguar e o toca-discos. 1964.


E agora, o que realmente interessa, o toca-discos instalado num fusca!

Que bela visão!

O toca-discos instalado num Fusca em foto de 1964.

Veja o vídeo acima. O Philips Auto Mignon instalado num Karmann Ghia 1963. O rádio do karmann? Um belo blaupunkt. Show! Inclusive a trilha sonora.

Esse toca-discos é italiano, da marca AUTOVOX, instalado num Fusca em São Paulo. Foto gentilmente cedida pelo Dario Faria, do http://www.fuscaclassic.blogspot.com/

Detalhe da lateral do Autovox.

Anúncio de junho de 1966.

Havia também um outro modelo chamado TRANS MUSIC feito pela empresa paulistana ROBOT INDÚSTRIA E COMÉRCIO ELETROMECÂNICA LTDA., que, diferentemente do BURMAT e PHILIPS, tinha alto falante e amplificador próprio, não dependendo do rádio do carro para funcionar. Funcionava com pilhas comuns ou na bateria 6v do carro.

Anúncio da vitrola ROBOT de outubro de 1966.

A vantagem da vitrola ROBOT é que ela podia ser carregada para qualquer lugar, pois não era fixada no veículo, tal qual a PHILIPS / BRUMAT / AUTOVOX. Os anúncios de época enfatizavam essa versatilidade do toca-discos.

Anúncio da ROBOT de novembro de 1966.

A famosa casa de acessórios PIRANI, de São Paulo, vendia a vitrola ROBOT, à época.

 Acima uma rara foto da vitrola TRANS MUSIC, da Robot.

Apesar de estar bastante desfigurada, pois falta-lhe a plaqueta de identificação, um botão dianteiro e a alça, é uma peça muito rara!

Em anúncio de janeiro de 1968 percebe-se que a ROBOT lançou um novo modelo de sua vitrola, como novo nome - MUSICAR - e com novo design. Funcionava em 6 ou 12 volts.

Funcionava? Óbvio que sim? Com o veículo em movimento? Nem tanto. O que importa, contudo, é deparar-se com essa raridade dentro de um Fusca, Kombi, Karmann-Guia, Variant, Zé do Caixão ....

12 comentários:

  1. Que locura em Rudi, showwwww de bola.


    Abraço Chrys

    ResponderExcluir
  2. Nossa! meu pai tinha um no aero willys. Quando conto isso meus amigos acham que sou doida, que isso nunca existiu! Finalmente tenho a prova!
    Obrigada! Beth

    ResponderExcluir
  3. essa autovox italiana que apareçe na foto ...é minha rsrrrsr o Dario tirou a foto do meu fusca no encontro em SÃO BERNARDO DO CAMPO no dia nacional do fusca .Caso queira saber mais a respeito meu blog VINTAGEFUSCABRASIL ......VALEW ABRAÇOS.

    ResponderExcluir
  4. ola dario tudo bem sou o fabio da vitrola AUTOVOX que está a foto em seu site estou vendendo caso saiba quem queira comprar manda um email em fabio.ar@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Tenho um Auto Mignon novo, sem uso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. parabéns pela raridade. manda fotos pra gente.

      Excluir
  6. Olá; ainda tenho uma Burmat OKM, uma Musicar OKM e 2 Philips de cor diferente na coleção...e 1 repetida...a Norelco que está comigo, é consignada..abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual estadp do philips e valor? (manda fotos para sergiobattilani@hotmail.com) 14997005605

      Excluir
    2. Qual estadp do philips e valor? (manda fotos para sergiobattilani@hotmail.com) 14997005605

      Excluir
  7. Prezado Salim Oldparts. Você ainda tem os toca-discos? Grato. Antonio

    ResponderExcluir
  8. Tenho um da Philips estado de novo igual ao das primeiras imagens. Quanto vale? sergiobattilani@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. Estou buscando toca discos... alguem sabe onde posso conseguir?

    Meu email... rioxusa@yahoo.com

    Obrigado.

    ResponderExcluir