Fusca

Fusca

domingo, 25 de setembro de 2011

VACUÔMETRO DIVERTIDO PARA FUSCA!

 O vacuômetro mede a depressão do ar na entrada do coletor de admissão. Serve tanto para monitorar o consumo de combustível, quanto para indicar diversas situações de operação do motor. Essa leitura é normalmente feita por meio de um relógio analógico com os ponteiros indicando a medida (normalmente em kgf/cm2). O absolutamente inusitado, contudo, é essa aferição ser feita por meio de um .... cavalo. Isso mesmo, um cavalo. E com nome: KYRILL. Estamos nos anos 50, meu amigo, época em que a criatividade humana estava em ebulição!

 O vacuômetro KYRILL foi claramente inspirado no brinquedo antigo de crianças em forma de cavalo, cujas diversas partes do corpo se conectavam por um fio de nailon, que se movimentavam quando acionada a base móvel localizada na parte inferior da base do cavalinho. Os mais velhos lembrarão do brinquedo.

O cavalo funciona como um mostrador. A base do KYRILL é conectada a um tubo (mangueira) que vai até o motor do fusca. O KYRRIL vinha com peças para substituir a junta do pé do carburador do fusca, localizado em cima da base superior do coletor de admissão. Dessa junta (mais larga) há um pequeno duto onde a mangueira é conectada. O vácuo do motor é transmitido para a base do cavalo e este o converte em vários movimentos (igual ao brinquedo) que indicam ao motorista a maneira correta de conduzir o carro.

Por exemplo, se o cavalo ficar totalmente em pé, o motorista está economizando gasolina e poupando o motor, ocasionando menores custos de manutenção; se o cavalo vai para baixo, você está desperdiçando gasolina e dinheiro. Era uma maneira divertida de economizar gasolina e poupar o motor do seu fusca!

 O KYRILL prometia ajudar a economizar entre 10% a 20% de gasolina, além de evitar custos de reparação desnecessários.

 Anúncio de época do KYRILL. Nos Estados Unidos foi lançado o mesmo acessório, porém com outro nome: OSKARR.

 Catalógo dos anos 50 onde o KYRILL é oferecido. Os movimentos do KYRILL não eram só engraçados. Além de entreter o motorista, instruia-o com informações úteis de como conduzir adequadamente seu veículo.

 O KYRILL instalado no painel do fusca oval. Ele fica fixado num suporte parecido com os utilizados para os vasinhos de flores. Hier ist mein platz! Aqui é meu lugar! O cavalinho vinha em diversas cores, ao gosto do freguês. Nesse tópico você o está vendo em vermelho (fotos acima) e verde (vídeo abaixo).
 
 
 Acima, não deixe de assistir o vídeo do KYRILL, feito no último encontro de Bad Camberg, na Alemanha. Deleite-se, pois é um acessório raríssimo.

No vídeo acima, entre tantos outros acessórios de época, você também não deixará de notar, em determinado trecho (exatamente em 1:33), o curioso cavalinho.

5 comentários:

  1. Muito 10 esse cavalinho hehehehehehee, meu deus é simplesmente inacreditavel o q o pessoal fazia na epoca meu deus muito 10, parabens pelo blog cada dia melhor e ensinando + sobre VW.


    Abraço Chrys

    ResponderExcluir
  2. Cara, é o equipamento mais original que já vi!
    Hoje em dia não há mais lugar para engenhosidades e bom humor.
    Tudo está extemamente tecnológico, complicado, banal e frio.
    Continuem com esse belo trabalho de resgate, que nos proporciona um pouco de ar puro em meio à essa atmosfera de alienação geral.

    ResponderExcluir
  3. Com tantos acessórios que tinha o Fusca do vídeo preto e branco parece que o caboclo ia voar com o mesmo.

    ResponderExcluir
  4. muito bom. hoje em dia está faltando criatividade e bom gosto, principalmente pela busca constante de novas tecnologias. Os amantes de antigomobilismo agradecem este tipo de resgate. Grande abraço
    Iberê

    ResponderExcluir
  5. muito bom. hoje em dia está faltando criatividade e bom gosto, principalmente pela busca constante de novas tecnologias. Os amantes de antigomobilismo agradecem este tipo de resgate. Grande abraço
    Iberê

    ResponderExcluir