Fusca

Fusca

sábado, 6 de abril de 2013

PÁRA-BARRO

Nos tempos em que a estrada de chão chegava a ser uma regra no interior do país, o pára-barro era um acessório bastante popular. Tinha a função de conter a lama, evitando que se acumulasse em demasia por dentro do pára-lama. Também evitava que pedriscos pudessem danificar o pára-lama e o interior da lâmina do pára-choque. Era, de fato, um acessório útil.
 
 Anúncio de agosto de 1970.
 
 Dentre as dezenas de fabricantes existentes na época, tem destaque a brasileira NORFOL, de São Paulo.
 
 Anúncio de dezembro de 1972.
 
A NORFOL ficou famosa pela fabricação dos protetores de pára-choque e pelas borrachas que substituíam as capas originais dos pedais de freio, acelerador e embreagem, e que ficaram conhecidas como Pata-Pata. Porém, fabricou também os para-barro, conforme se constata do anúncio acima. Foram fabricados para o Fusca, Variant, Zé do Caixão e Kombi.
 
Anúncio de dezembro de 1971.
 
Outra fabricante nacional foi a Standard Ind. Metalúrgica Ltda., também de São Paulo (Osasco), cujo pára-barro era feito em aço inox conjugado com borracha reforçada e debrum plástico no contorno. Os para-barros podiam ser usados tanto nos pára-lamas traseiros -, como de praxe -, como também nos dianteiros.
 
Nos catálogos de acessórios da época o pára-barro era item obrigatório. 
  
Havia diversos modelos, sendo o mais popular o pára-barro feito de plástico rígido, com o logo VW no centro. 
 
Eram oferecidoS em concessionárias da VW. Na Alemanha foi fabricado pela WEGU e, quando vendido na rede oficial, possuía o logo VW e a numeração da peça.
 
Alguns pára-barros possuíam o nome do veículo.
 
Foram fabricados também na cor branca.
 
O branco era meno usado por razões óbvias, pois a sujeira aparecia mais facilmente.
 
Pára-barro branco com olho de gato. 
 
Pára-barro com a identificação do 1200 no centro do logo VW.
 
Pára-barro apenas com as letras VW.
 
Um dos pára-barros mais antigos usados no Fusca foi feito pela alemã WEGU. Possuía uma sequência de uma, duas ou três linhas em formato triangular, lembrando o acento circunflexo.
  
Acima, as linhas vermelhas sob fundo branco.
 
Pára-barro da WEGU com três telhadinhos. Eram sobrepostos à base do pára-barro e feitos de borracha. 
 
Havia uma versão com esse detalhe feito em metal, fixados com rebite. 
 
Pára-barro instalado na Kombi.
 
Nos fuscas com pára-choque de lâmina única (a partir dos modelos 1968 na Alemanha e 1971, no Brasil), a WEGU fez um modelo com o Castelo de Wolfsburg no pára-barro.
 
Os produtos feitos pela WEGU eram identificados pelo nome da empresa gravado nas peças.
 
Logo VW no pára-barro da WEGU. 
 
Modelo de pára-barro com "D", de "Deutschland" (Alemanha).
 
Pára-barro da WEGU branco com o emblema "D".
 
Os pára-barros vinham com suportes próprios para serem fixados na furação já existente no Fusca, normalmente se utilizando dos parafusos do suporte do pára-choque.
 
Havia, contudo, um modelo bem curioso, instalado no próprio pára-lama traseiro. Era fixado na parte interna do pára-lama , dispensando os tradicionais suportes metálicos. O pára-barro possuía a curvatura do pára-lama. Esse modelo é bastante raro.
 
 Pára-barro semelhante foi utilizado pelo Fusca Jeans, série especial lançada na Alemanha nos anos 70.

Um comentário: