Fusca

Fusca

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

MOLDU-STOP-RÉ

Fusca 1500 com brake-light.

A luz de freio tem por finalidade indicar que o veículo está sendo freado ou está parado, evitando-se uma colisão traseira, principalmente à noite. É item de segurança obrigatório em todos os automóveis. Os Fuscas possuem a luz de freio localizada nas lanternas traseiras, exceto os split (1950-1952) cuja luz de freio funcionava no próprio nariz de placa.  

Para melhorar a visibilidade do veículo no momento da frenagem, pode-se instalar uma terceira luz de freio ou brake-light no besouro. Essa terceira luz de freio facilita a visualização mesmo em distâncias maiores. Há estudos constatando que a velocidade de reação do motorista aumenta em alguns milésimos de segundos ao visualizá-la. E a reação sendo mais rápida, o motorista que vem atrás começa a reduzir a velocidade mais cedo.

Entre os diversos fabricantes da época, a luz de freio mais interessante é a famosa MOLDU-STOP-RÉ, feita pela METALÚRGICA MORENO LTDA., de São Paulo. MOLDU em referência à moldura de placa que podia  vir acoplada junto com as luzes; STOP faz alusão ao PARE, pelo fato de alertar que o veículo a frente está sendo frenado; RÉ porque, a depender do veículo, além do alerta de frenagem, o equipamento podia vir com a função de luz de ré. Nesse caso as lentes das extremidades eram brancas. Apenas o Fusca 1300, que ainda não tinha luz de ré nas lanternas, utilizava-se dessa última opção.

O conjunto instalado no capô do motor de um Fuscão.

Perceba, acima, o Fusca com as luzes acesas.

Agora, com o pedal de freio acionado. MOLDU-STOP-RÉ em ação! (Obrigado ao Cid Gonçalves por gentilmente ceder as fotos).

Fusca 1300 com o conjunto MOLDURA DE PLACA, LUZ DE FREIO e LUZ DE RÉ. 

Detalhe do conjunto. Atualmente esse conjunto com a ré/freio é muito raro de encontrar.

Apesar de não ser mais comumente utilizado nos Fuscas fabricados a partir de 1971, acima o MOLDU-STOP-RÉ num Fusca dos anos 60. Com a mudança da placa amarela (maior) para a cinza (menor), é muito difícil encontrar hoje em dia a luz de freio/ré acoplada à moldura da placa. Esse acessório passou a ser usado separado da moldura. Acabou virando STOP-RÉ. 

Uma das lentes possui a inscrição MOLDU-STOP-RÉ. A lente do meio possui o logo do fabricante; a lente oposta, o número da patente.

Anúncio de outubro de 1972.

Atualmente, todos os veículos nacionais são obrigados a sair de fábrica com a terceira luz de freio, conforme Resolução 227, de 2007 (alterada em parte pela 294), do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). 

Um comentário:

  1. Essa é mais uma indústria que ficava num bairro vizinho de onde eu moro, aliás, perto de onde eu moro tem o que sobrou da antiga fábrica da Vemag, tinha a antiga fábrica de caminhões da Ford e tinha também a fábrica dessa lanterna, a propósito, aqui onde eu moro era repleto de fábricas de veículos ou de coisas relacionadas aos mesmos e a Vemag e essa fábrica ai do post ficavam perto uma da outra, só que para chegar tinha de cruzar a linha do trem que passa atrás do antigo prédio da Vemag pela passarela da antiga estação de trem colada na mesma (que foi desativada em 2010 e hoje fica mais distante e integra o metrô) e andar algumas quadras (a Rua Antônio Frederico é uma travessa da Rua Vemag, que por sinal tem esse nome até os dias de hoje) pena que eu nasci em meados da década de 70 e não vi essas fábricas na ativa (na década de 70 nesse antigo prédio da Vemag também funcionou a fábrica 2 da Volkswagen até o início da década de 80, de onde saíram projetos como Brasília, SP 1 e 2 e até da primeira geração do Gol)

    ResponderExcluir