Fusca

Fusca

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

SUPORTE RT DO DÍNAMO


Dínamo, ó dínamo, esse eterno incompreendido! Fazer reparos no dínamo do Fusca, quando necessário sua retirada, dá sempre bastante trabalho.


Trocar as escovas, bobina de campo, induzido e rolamentos internos é tarefa quase que inevitável para quem usa bastante um Fusca. Em algum momento da vida do besouro essas trocas serão serão realizadas.


Em 1963, para facilitar os serviços de manutenção do dínamo, um senhor de origem italiana, de nome REMUALDO TOMASELLI, criou, patenteou e comercializou um equipamento exclusivo: o SUPORTE "RT".

Anúncio de agosto de 1963.

O Sr. Remualdo Tomaselli veio para o Brasil em 1959 e montou uma oficina de auto-elétrica, chamada OFICINA ELETRO MECÂNICA REMUALDO TOMASELLI, situada na Rua João Antônio de Oliveira, 1078, bairro da Moóca, São Paulo (SP). Muitas vezes por dia, desmontava e montava dínamos de Volkswagens de seus clientes, para conserto. Para facilitar a tarefa, criou um suporte mais prático. Produziu um para experiência e constatou que, realmente, a operação de retirada e colocação do dínamos ficava bastante facilitada. Colocou o protótipo no seu próprio Fusca, e, surpreso, verificou que a auto-ignição desaparecera. Depois de muito pensar, acabou descobrindo a razão: ao comprar a ventoinha para instalar no protótipo, recebeu uma de 28 pás, já não mais usada pelos Volks da época, por ser muito pesada. Em seu lugar, usou outra, mais leve, de 16 palhetas, que não força o rolamento suporte. Com o novo suporte, porém, pode-se usar tranquilamente a ventoinha mais pesada, pois o rolamento suporte é maior. E assim, o Sr. Tomaselli matou dois coelhos em uma cajadada só: facilitou a reparação do dínamo e deu melhor refrigeração ao motor.
 
Anúncio de outubro de 1964.

O Sr. Tomaselli ficou tão entusiasmado que resolveu industrializar o equipamento e lançou seu aparelho no mercado com o nome de SUPORTE RT, não sem antes efetuar testes para verificar se o dispositivo não iria forçar o motor a trabalhar em temperaturas muito baixas, coisa que, segundo ele, não acontecia. Com o Suporte RT  era possível retirar o dínamo em 5 minutos com menor despesa de mão-de-obra, além de possibilitar usar uma ventoinha com 28 e 32 palhetas e consequentemente, obter, maior resfriamento do motor. O óleo do motor também não sofria alteração com a instalação do suporte. Ao contrário, mais resfriado, era possível trocar o óleo a cada 4.000kms (a recomendação da fábrica na época era trocar o óleo a cada 2.500km). O negócio do Sr. Tomaselli foi além mares, tendo seu equipamento sido exportado para os EUA, inclusive com um representante exclusivo em Nova York, de nome C. J. DREIFUSS INC., 50 Broad Street, New York, N.Y.  Além do suporte do dínamo, a Oficina do Sr. Tomaselli lançou em 1971 um esticador RT, que permitia colocar a correia em um minuto, com muita facilidade.

Um comentário:

  1. Mas que fim deu esse projeto??

    Hoje em dia encontrar um desses deve ser quase impossível.

    ResponderExcluir