Fusca

Fusca

segunda-feira, 11 de maio de 2015

LUZ DE ADVERTÊNCIA DO FREIO DE MÃO

Lembro-me a primeira vez que fui com o Fusca de meu pai à Faculdade. Mal e mal sabia dirigir, muito menos perceber alguma anormalidade no carro. Quando cheguei em casa, já tarde da noite, senti  um forte cheiro de queimado. Só então percebi que havia rodado cerca de 15 km com o freio de mão puxado! Item obrigatório em todos os carros atualmente fabricados, o Fusca, originalmente, nunca teve uma luz de advertência alertando o motorista que o freio de estacionamento está acionado.

Aproveitando-se disso, as indústrias de acessórios desenvolveram uma luz de advertência que podia ser instalada no besouro, suprindo essa ausência. A EMPI, empresa americana, foi uma delas.

A luz de advertência da EMPI era instalado na parte de trás da alavanca do freio de mão e no painel do Fusca, onde era instalado um soquete com uma pequena lâmpada, que acendia quando o freio de estacionamento era posto em ação. O painel do Fusca, obviamente, precisava ser perfurado para instalar o interruptor com a luz de aviso.

Nos anos 60, diversos produtos da EMPI foram importados para o Brasil.

Acima, esquema de instalação da luz de advertência do freio de mão da EMPI.

No Brasil, a empresa de nome FABRICADORA DE UTILIDADES FABOT LTDA, de Petrópolis (RJ), lançou acessórios semelhante, chamado FREI O SINAL!

A luz de advertência FREI O SINAL, contudo, possuía um particularidade em relação ao mesmo produto da EMPI, a luz de advertência ficava na própria alavanca do freio de mão. 

O botão de destrava original da alavanca era substituído por outro, onde ficava a luz de advertência. A vantagem era que não era necessário furar o painel. Todavia, podia não ser tão eficaz em alertar o motorista que o freio de estacionamento estava acionado, principalmente durante o dia.   

A luz de advertência FREI O SINAL prometia as seguintes vantagens: 1) Economia, pois acrescenta anos de vida às lonas de freio, evitando sua substituição em tempo prematuro; 2) Segurança, garantindo tranquilidade, evitando a danificação do sistema de freio, vital para a segurança dos passageiros; 3) Iluminação, ao fornecer a iluminação que faltava à parte dianteira do carro, atingindo até o plano inferior dos assentos; 4) Decorativo, pois com suas linhas harmoniosas, completa o embelezamento interior; 5) Fácil de instalar, pois substitui o botão original do freio de mão em poucos minutos.

De tão singular, reproduzo o texto da embalagem do FREI O SINAL: "Constitui grave inconveniente, a colocação de veículos em marcha, com o freio de mão acionado. Nos tempos atuais, o homem moderno, submetido ao acúmulo de preocupações, agravou de tal forma a questão, que os norte-americanos introduziram nos veículos de alto preço um dispositivo de segurança colocado no painel de instrumentos. O Botão Sinalizador "FREI O SINAL" vem resolver definitivamente o problema, colocando aquele recente melhoramento dos carros de luxo, ao alcance dos automóveis populares, fabricados no Brasil." Linguajar único e marcante de uma época.

Acima, o passo a passo para instalação do acessório no seu Fusca. Mãos à obra!

3 comentários:

  1. "Nos anos 60, diversos produtos da EMPI foram importados para o Brasil."



    E garanto que os preços deveriam ser mais acessíveis do que hoje.

    Mas enfim... realmente eu percebi depois de anos de ter vendido meu Fusca que essa luz faz falta, pois fui pegar para dirigir um Fusca de um amigo meu e acabei dirigindo o mesmo com o freio de mão puxado, mas isso porque, na posição em que a alavanca do freio do Fusca ficava, nos carros modernos ela é praticamente abaixada, ai eu confundi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece mesmo, dirigi uns 3-4km com o freio de mão acionado em um fusca itamar que possuí, a questão é que o freio de mão não estava 100%.

      Excluir