Fusca

Fusca

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

AQUECEDOR DE ÓLEO

No inverno, é comum uma certa dificuldade em dar partida aos veículos, principalmente quando falamos de locais com invernos mais rigorosos, como nos EUA, Europa e região sul do Brasil.

Isso ocorre porque o óleo do motor, quando exposto a temperaturas muito frias, deixa de ser fluido e pode se transformar numa espécie de gel. Com o óleo mais grosso, o motor vira pesado e custa a dar partida, sobrecarregando, também, o motor de partida e a bateria.

É certo que atualmente existem óleos multiviscosos, próprio para os dois ambientes, alternando sua viscosidade a depender do clima. Todavia, nos anos 60, algumas empresas americanas desenvolveram um interessante acessório para facilitar a partida do Fusca em climas muito frios: o aquecedor elétrico do óleo do motor.

O aquecedor era instalado sobre a tampa do cárter e ligado em corrente elétrica e prometia prolongar a vida útil do motor, principalmente das bronzinas, evitando seu travamento.

O equipamento era composto de uma serpentina que se aquecia quando ligado à corrente elétrica.

A tampa possui três linguetas para ser fixada nos próprios prisioneiros do cárter, lá fixando-se sem necessidade de retirada da tampa do óleo.

Uma vez instalado, a engenhoca é ligada, com uma tomada, na corrente elétrica da casa. O recomendado é que o equipamento fique ligado por toda a noite, de modo que, de manhã, o óleo do motor esteja fluido o suficiente para facilitar a partida. Marcas como ZERO START e KAT'S fabricaram esse dispositivo, tanto para os motores 1200 quanto para os de 1300, 1500 e 1600 cilindradas.

Perceba, acima, o equipamento instalado na tampa do cárter do motor: retira-se apenas três porcas da tampa original, insere-se o aquecedor, recoloca-se as porcas e pronto: basta agora ligar o aquecedor na tomada. 

Detalhe do aquecedor fixado na tampa de óleo do cárter.

Anúncio de outubro de 1963.

Um comentário:

  1. Hoje em dia, com o imediatismo do povo, esse acessório seria impensável, pois ninguém teria paciência para entrar embaixo do Fusca, soltar três parafusos que prendem o bujão do cárter para pôr esse equipamento.

    ResponderExcluir