Fusca

Fusca

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

ESTRUTURA DOS BANCOS DIANTEIROS. UM COMPARATIVO ENTRE 1955 E 1956.

Fusca 1955.

Houve épocas em que o Fusca sofreu grandes modificações. Um desses períodos foi a mudança do modelo 1955 para o 1956. Apesar de à primeira vista não parecer, há grandes diferenças entre um Fusca 1955 e o 1956, principalmente na carroceria e chassis. Entre o antigo o novo modelo a VW modificou assoalhos, posição da bateria, portas, volante, batentes de porta, trilho dos bancos, tanque de combustível, forração interna, torneirinha da reserva de combustível, maçanetas internas, maçanetas externas, bancos dianteiros, bancos traseiros, lanternas traseiras, posição da roseta do ar quente, sistema do freio de mão, alavanca de câmbio, coifa da alavanca de câmbio, túnel do chassi, regulador de voltagem, tubo de respiro do óleo do motor, borrachas de porta, trinco do quebra-vento, capa de estribo, debruns, tapetes internos, berço do estepe, tampa do cabeçote da suspensão dianteira, caixas de ar. Enfim, são diversas modificações que, na medida do possível, estamos abordando neste blog. Basta clicar no índice o tópico "1955 x 1956" para verificar o que já foi publicado sobre o assunto. Hoje faremos um breve comparativo entre os bancos dianteiros do modelo 55 e 56.

Banco 1955 sem regulagem do encosto.

Os bancos dianteiros modificaram-se significativamente com o lançamento do Fusca modelo 1956, ocorrido em agosto de 1955. Conforme já abordamos em postagens anteriores, tanto os assoalhos, quanto os trilhos dos bancos foram alterados a partir do modelo 56. Essas modificações trouxeram em seu encalço necessárias alterações dos bancos dianteiros. A mais perceptível delas, foi a introdução de um botão ou excêntrico para regulagem do encosto do banco. Até 55 o Fusca não possuía qualquer tipo de regulagem do banco, sendo que a estrutura metálica do encosto apenas repousava sobre um suporte metálico (foto acima). Até então, era possível colocar o banco para frente e para trás, mas não regular o encosto (parte que assenta as costas do motorista).

Banco 1956 com regulagem do encosto.

Assim, a partir do chassi nº 1-929 746, o Fusca foi agraciado em esse botão, feito em zamac, que permitia a regulagem do encosto do banco dianteiro em 3 (três) posições diferentes, proporcionando melhor conforto para o motorista.  

Diferenças entre a estrutura dos bancos nos modelos 55 e 56.

Porém, a estrutura metálica do banco também é bastante diferente entre os modelos até 1955 e o Fusca 1956. Na foto acima, repare que as diferenças na inclinação da estrutura do assento. Como até 55 os trilhos fixados no assoalho eram retos, a inclinação do assento era toda decorrente da inclinação da estrutura do próprio banco e do conjunto de molas. Já a partir de 56, com a introdução dos trilhos inclinados, houve necessidade de se mudar a curvatura da estrutura metálica do assento, pois, caso contrário, os bancos ficariam excessivamente inclinados. Essas diferenças encontram-se demonstradas na foto acima.

Diferenças entre os bancos 55 e 56.

Além disso, também os tubos metálicos do encosto também são diferentes. Repare, na foto acima, as diferenças na curvatura da estrutura do encosto.

Banco original até 1955.

Banco até  julho de 1955.

Banco a partir de agosto de 1955.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. OPAS,a cor da ferragem dos bancos do 66 é branco pérola ou cinza prata? Abs...

    ResponderExcluir