Fusca

Fusca

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

ALAVANCA DE CÂMBIO DOBRÁVEL

Anúncio de fevereiro de 1955.

Apesar de incomum no Brasil, a alavanca de câmbio dobrável foi um equipamento que figurava em praticamente todos os catálogos de acessórios dos anos 50. 

Folder da alemã DEHNE propagandeando a alavanca de câmbio dobrável.

Tinha por finalidade aumentar o espaço útil entre os bancos, permitindo que o motorista (ou o passageiro) pudesse se movimentar livremente entre os bancos sem o inconveniente de precisar desviar-se da alavanca de câmbio.  Também aumentava o conforto dos ocupantes que quisessem dormir no veículo. Além disso, facilitava a vida dos namorados mais afoitos, uma vez que a altura da alavanca da troca de marchas não mais se constituiria em desconforto para um contato físico mais próximo entre os amásios.

Anúncio americano da alavanca dobrável em um Fusca oval. 

Na época, o apetrecho foi fabricado por diversas empresas citando-se a DEHNE na Alemanha, a THUNDER no Brasil e a VOLMAC na Austrália.
  
Alavanca dobrável em catálogo de acessórios oficiais da VW dinamarquesa.

A alavanca dobrável chegou a ser oferecida em concessionárias VW da Dinamarca, Austrália e Alemanha.

Catálogo de acessórios americano.

Anúncio de dezembro de 1961.

Em anúncio de dezembro de 1961, a empresa brasileira THUNDER, de São Paulo (SP), oferecia, dentre outros produtos, a alavanca dobrável de câmbio, como pode ser visto no anúncio acima.

Alavanca dobrável curvada.

A alavanca dobrável se constitui de duas partes: a inferior, ligada ao varão de câmbio e a superior naquela conectada por um pequeno eixo. Não havia perigo de a alavanca dobrar acidentalmente, pois, para acionar o sistema, era necessário que o motorista primeiro puxasse a alavanca para cima visando destravá-la. Somente assim, seria possível dobrá-la para trás. Alguns modelos possuíam uma cavidade na parte inferior na qual a alavanca superior deslizava para permitir o destrave.

Alavanca dobrável reta, própria para os Fuscas até 1955.

Alavanca dobrável curvada. Repare, também, na trava de câmbio instalada no Fusca.

Fusca com a alavanca dobrável em ação.

Kit para inclinação dos bancos da australiana VOLMAC.

A empresa australiana VOLMAC oferecia a alavanca dobrável aos interessados que pretendiam instalar um kit que permitia o reclinamento dos bancos dianteiros. Ao reclinar totalmente os bancos dianteiros, o Fusca passava a contar com espaço suficiente uma bela cama. Para propiciar maior conforto aos ocupantes que utilizavam o Fusca como quarto de hotel, era comum a instalação da alavanca dobrável, evitando que o equipamento original atrapalhasse a noite de sono do casal.  

Anúncio de maio de 1956. 

De igual modo, quem quisesse colocar, literalmente, um colchão dentro do Fusca, precisava instalar a alavanca dobrável, de modo a contornar a inevitável obstrução do mecanismo original. 

Com esses acessórios, certamente você terá uma boa noite de sono!

2 comentários:

  1. Realmente essa alavanca de câmbio era muuuuito útil, principalmente na hora do "springlove" pois evitava que o caboclo fizesse um "exame de próstata involuntário" (MEEEEEDO!!!!)

    ResponderExcluir
  2. Muito legal e util, tenho uma replica no meu fusca

    ResponderExcluir