Fusca

Fusca

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

GRADE DE PROTEÇÃO FRONTAL

Kombi protegida.

É consabido que a Kombi, dado seu design peculiar, incute no motorista a sensação de que, numa colisão frontal, os danos físicos podem ser de significativa gravidade.

Havia várias modelos da grade protetora no mercado.

Um acidente frontal poderia ser ainda mais sério considerando que a Kombi, até 1969, saia de fábrica SEM os cinturões de segurança.

Garantia contra pequenas colisões.

Para minimizar danos físicos e materiais na ocorrência de acidentes de pequena monta, principalmente na hora de estacionar, a velha senhora podia ser equipada com uma grade frontal de proteção. A grade, nessas circunstâncias, protegeria o painel dianteiro e seus faróis. Além disso, do ponto de vista estético, o acessório provê à velha senhora um ar mais agressivo.

Kombi Corujinha com o protetor instalado.

Normalmente feita em estrutura de aço tubular de alta resistência, visava proteger tanto a carroceria quanto o motorista de danos decorrentes do afundamento do painel frontal da Kombi no caso de algum infortúnio no trânsito.

Vista lateral do acessório.

Foi um acessório utilizado em diversos países, tais como Alemanha, EUA (feito empresa Hurst-Campbell) e Austrália. No Brasil, o aparato de segurança foi construído pela empresa paulistana Indústria e Comércio Pissolli S/A, cujos produtos detinham a marca PISSOLETRO.

Anúncio de setembro de 1963.

O conjunto protetor PISSOLETRO para a Kombi era instalado sem a necessidade de se furar qualquer parte do veículo, pois se utilizava do quadro da suspensão dianteira e das dobradiças da portas para sua fixação (substituía-se os pinos das dobradiças pelos pinos existentes no protetor). Além disso, o equipamento PISSOLETRO protegia, também, a parte inferior da perua.

Proteção para a Clipper.

A Kombi Clipper, lançada em outubro de 1975, também usou esse acessório. Tinha particular utilidade na Kombi Diesel, pois melhorava, em muito, a proteção do radiador de água, instalado na frente da perua.

Mamede Haus: local onde se pode encontrar o acessório.

Para quem quiser adquirir o acessório, ele está sendo atualmente produzido pela Mamede Haus, empresa de Goiânia (GO), cuja reputação de bons serviços e produtos de excelência, garantem a qualidade do acessório. Contatos pelo email atendimento@mamedehausshop.com ou pelo fone (62) 99929-8578.

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Interessante como alguns engenheiros ou entusiastas, viam uma oportunidade de criar acessórios no intuito de proporcionar segurança e ao mesmo tempo, ganhar algum dinheiro! Sensacional! Opas, cadê as postagens do Rag top... estou ansioso hein?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, o ragtop só vou voltar a mexer nele início ano que vem. por enquanto, tá no estaleiro!

      Excluir
  3. Maravilha, boa sorte nesta etapa de finalização e acabamento que é a mais minuciosa!

    ResponderExcluir
  4. Maravilha, boa sorte nesta etapa de finalização e acabamento que é a mais minuciosa!

    ResponderExcluir
  5. Essa barra de proteção numa batida de frente podia evitar que o motorista ficasse com a famosa "fratura Kombi", mas devia entortar todo o monobloco da mesma.

    ResponderExcluir