Fusca

Fusca

sexta-feira, 5 de maio de 2017

MOTOR 1100 x 1200

Motor 1100.

Via de regra, percebe-se muitas dúvidas, inclusive entre os próprios fusqueiros, sobre até quando foi utilizado o motor 1100 do Fusca.

Motor 1100 em um Fusca 1950.

O motor 1100 é assim designado por possuir cilindrada total de 1.131 cm3, Possui taxa de compressão de 5,8:1, diâmetro e curso dos cilindros de 75,0 x 64,0 mm e potência máxima de 25 hp a 3.300 rpm. Esse pequeno motor equipou o Fusca até 21 de dezembro de 1953, chassi 1-0575.414. O último motor 1100 recebeu o número 1-0695.281.

Motor 1200.

No próprio dia 21 de dezembro de 1953, a partir do chassi nº 1-0575.415, o Fusca passou a ser equipado com o motor 1200, referência à sua cilindrada total de 1.192 cm3.  O primeiro motor 1200 recebeu o número 1-0695.282. Porém, esses primeiros motores 1200 tinham apenas 30 hp de potência máxima, a 3.400 rpm, taxa de compressão de 6,1:1 e diâmetro e curso dos cilindros de 77,0 x 64,0 mm. 

Motor 1200 em um Fusca 1954.

O motor 1200 de 30 hp foi utilizado até agosto de 1954. A partir do dia 31 de agosto daquele ano, a partir do chassi nº 1-0702.742, a VW alemã mudou a taxa de compressão do motor, que passou de 6,1:1 para 6,6:1, o que ensejou o aumento da potência máxima, que passou de 30 para 36 hp. O motor 1200 de 36 hp equipou os Fuscas montados no Brasil até dezembro de 1966. 

Motor 1200 de 40 hp: exclusividade dos Fuscas alemães.

Na Alemanha o Fusca chegou a utilizar motor 1200 de 40 hp. Esse motor tinha taxa de compressão de 7,0 e 40 hp a 3.900 rpm. Porém, o motor 1200 de 40 hp nunca chegou a equipar os besouros aqui fabricados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário