Fusca

Fusca

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

LOVE BUG OU O VERDADEIRO FUSCA DO AMOR

  "Love Bug", em literal tradução, significa "Fusca do Amor".

The Love Bug (1968). No Brasil, "Se Meu Fusca Falasse".

"The Love Bug" foi o nome do icônico filme lançado pela Disney em 1968 nos EUA. Estrelado por Dean Jones (1931-2015), tinha por protagonista um Fusca 1963 chamado Herbie. No Brasil, o filme foi lançado com o nome de "Se meu Fusca Falasse".
  
Fusca Série Especial Love Bug.

Anos mais tarde, foi lançado nos EUA uma série especial, de produção limitada, denominada "Love Bug". Essa série especial era incrivelmente mais em conta que o Fusca "normal". Tudo o que era cromado no Fusca padrão veio pintado em preto no Love Bug: frisos, maçanetas, espelho retrovisor externo, pára-choques, capas do pisca-pisca dianteiro, aros de farol. As borrachas dos vidros não tinham frisos. Apesar da simplicidade (afinal, o amor é simples), vinha equipado com rodas esportivas. No interior, não houve mudanças, exceto pelo emblema “Love Bug” na tampa do porta-luvas. Foi lançado apenas em duas cores: verde e laranja (cores românticas, segundo as propagandas da época). Os anúncios de então propagavam: "Corra rápido, um amor como este não dura para sempre", alertando o consumidor do curto tempo que essa série especial seria disponibilizada ao público em geral.

Todavia, o verdadeiro Fusca do Amor é esse 1969 nacional. A começar pelo ano: "69", bastante sugestivo. Apesar de por fora ele aparentar ser um Fusca comum, é por dentro que seu lado mais romântico é revelado em todo seu esplendor.

Equipado com um banco inteiriço, da marca PROCAR, propiciava que o casal pudesse sempre estar juntinhos um do outro.

Para deixar o ambiente mais propicio, bastava ligar o rádio Motorádio 8 Transistor, e sintonizar na sua estação preferida.

Quando o clima esquentasse, era só rebaixar os assentos completamente.

E, obviamente, não podia faltar o acendedor automático de cigarros, para, depois do amor, dar aquela "pitada" relaxante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário