Fusca

Fusca

segunda-feira, 25 de junho de 2018

FRISOS DO PAINEL

Fusca 1959.

Em 1º de agosto de 1957, a partir do chassi nº 1.600.440, o Fusca sofreu diversas mudanças. As transformações mais visíveis foram o fim do vidro traseiro oval com a adição de um vigia maior, de formato retangular, além de um pára-brisa maior e um novo painel de instrumentos.

Friso de zamac em um Fusca 1959.

O novo painel passou a contar com um jogo de 4 frisos, que instalados um do lado do outro, forneceram amplitude e requinte ao painel do besouro. O conjunto de 4 (quatro) frisos são assim compostos: 1 (um) da grade do alto-falante localizada à esquerda do velocímetro; 1 (um) à direita do velocímetro, local onde anos mais tarde seria instalado o marcador de combustível, 1 (um) na tampa cega do rádio e, finalmente, 1 (um) na tampa do porta-luvas.

Friso de zamac (antimônio) no porta-luvas de um Fusca 1959.

Os frisos do painel do Fusca fabricados entre agosto de 1957, chassi nº 1.600.440,  a abril de 1961, chassi nº 38.112, eram feitos de zamac, uma liga feita de zinco, alumínio, magnésio e cobre, erroneamente conhecida por antimônio.

Friso em zamac: repare os pinos de fixação.

Esses frisos possuíam pinos na parte de trás, que perpassavam a carroceria sendo fixados no painel com a aplicação de uma pequena trava metálica. Por conta desse sistema de fixação, o porta-luvas usado no período possuía, em sua parte interna, três orifícios para permitir a instalação da trava. Para melhor acabamento, essas aberturas eram fechadas por tampas plásticas de cor clara.

Observe a trava metálica que fixa o friso.

Tampa do porta-luvas (1957-1961) com as 3 (três) tampas plásticas.

Detalhe da tampa plástica da parte interna do porta-luvas do Fusca.

A partir de abril de 1961, chassi nº 38.113, a VW do Brasil modificou os frisos do painel, que passaram a ser feitos de alumínio, além de perderem os pinos da parte de trás,  sendo agora fixados por grampos. Com essa alteração, a tampa do porta-luvas foi modificada, perdendo os 3 (três) orifícios da parte interna. Os frisos de alumínio foram utilizados pelo Fusca até julho de 1970. A partir de agosto, com o lançamento do modelo 1971, foram suprimidos os frisos do painel.

Fusca 1963 com friso de alumínio.

Grampos para fixação dos frisos de alumínio.

Nova tampa do porta-luvas a partir de abril de 1961.

Diferença visual entre os frisos: os frisos de zamac são mais  afilados nas extremidades.

Em cima: friso pontudo (de zamac); embaixo: friso de alumínio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário